Mulher com nanismo: ‘Ouvi que minha filha não caberia na barriga”

A superintendente Michelle Sampaio, de 40 anos, ganhou bastante destaque nas redes sociais com um vídeo em que surge levando a filha Maria Clara, de 5, ao colégio. De mãos dadas com a mãe, a criança arrasta a mochila de rodinhas. Em seguida, despede-se com um beijo e um abraço.

A história parece semelhante à de milhares de mães, se não fosse por um mínimo detalhe. Diagnosticada com um tipo raro de nanismo, a displasia diastrófica, Michelle teve de lidar com uma sentença difícil logo que engravidou.

Recomendamos