Sertanejo é condenado por fraudar compra de respiradores na pandemia

O conhecido cantor sertanejo, Almir Matias da Silva, com o nome artístico Almir Mattias, foi condenado a 2 anos de reclusão em regime aberto, após grave ocorrência. O mesmo fraudou a compra de respiradores para ajudar na pandemia da COVID-19 em Guarujá, litoral de São Paulo.

As informações foram apuradas pelo site UOL e nelas se diz que o cantor estava preso desde o fim do mês de agosto deste ano. Porém sua pena diminuiu a serviços comunitário e pagamento de 50 salários mínimos para instituição pública em que irá exercer os serviços, a instituição pode ser privada também se preferir.

Recomendamos