Professor é afastado por 6 meses ao afirmar que só existe gênero masculino e feminino

Um professor foi afastado por 6 meses de suas atividades, após várias denúncias contra o mesmo de transfobia. Na ocasião o professor que é do Instituto público de Alcalá de Henares, na cidade de Madri (Espanha), teria dito que não existe mudança de sexo, apenas pessoas de gênero masculino ou feminino para seus alunos.

O professor foi identificado como Jesús Luis Barrón López, e ele esclareceu tudo sobre o caso. Ele iniciou dizendo que notou, que sempre em alguns intervalos no instituto, haviam palestras que falavam sobre a ideologia de gêneros.



Recomendamos